Image for post
Image for post

O futuro das organizações

Para onde vamos e o que o futuro nos reserva são perguntas que merecem ter uma análise mais profunda.

Longe de querer ser simplista ou fazer um exercício de futurologia, é importante compreender que a evolução da humanidade caminha de mãos dadas com a das organizações. A crise que estamos vivendo pode ser explicada pela obsolescência dos modelos de desenvolvimento e crescimento adotados por instituições públicas ou privadas.

As empresas que nasceram pós-internet têm mais chances de sobreviverem devido às novas concepções centradas na solução e modelos mais flexíveis. Com uma lógica inversa aos padrões tradicionais, posicionam o ser humano, a preservação da vida, no centro das decisões e utilizam a tecnologia como meio.

Esse novo formato está emergindo como forte tendência a priorizar a humanização. São as organizações com alma — assim eu as considero. Mais conscientes. Espaços que pedem uma comunicação mais fluida, pessoas com mais autonomia, sem hierarquia dominante, com regras simples, assertivas e diretas. Um lugar onde as decisões são tomadas de acordo com o nível de responsabilidade atribuído. Reuniões produtivas, com metas sustentáveis e resultados extraordinários baseados na subjetividade, não somente no financeiro, mas integrado a ele.

Acredito em duas premissas para refletirmos: transcender os modelos atuais e integrar. O período para a transição já iniciou. Isso vale para todos os tamanhos de instituições e para todas as pessoas.

Como você está se preparando para o futuro das organizações? Quais habilidades percebe que precisa desenvolver para participar ativamente da construção deste futuro — e não ser apenas um espectador da história?

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store